fbpx

UX Research e a importância de entender o usuário

OBS: Artigo criado por Rafael Sacramento (UX Design/UI Designer/Research/Entusiasta Webflow) publicado originalmente no canal da Comunidade PretUX.

Nota do autor: Nesse artigo, compartilho o conhecimento aprendido durante o Bootcamp de UX Research, ministrado por Karla Cruz e promovido pela How Bootcamps,. Minha participação no curso se deu graças a uma bolsa viabilizada pela Comunidade PretUX, a qual sou grato pela oportunidade.

Ao longo de 2020, passei, e ainda estou passando, por um processo de transição de carreia, uma imersão no mundo do UX por meio de leitura, cursos e acompanhando criadores de conteúdo em redes sociais e grupos de UX. Mesmo tendo uma base de UX Research advindo de um Bootcamp gratuito feito pela How Education em 2020 e tendo uma base mais científica, fiquei encantando com o Research e sua importância para entender melhor o usuário.

Quando pensamos em UX a primeira coisa que nos vem à cabeça é o seu significado de gerar uma melhor experiência ao usuário, projetando experiências de uso encantadoras para fidelizá-lo e conquistar clientes.

Mas o que vem a ser o UX Research?

O UX Research, ou pesquisa de experiência do usuário, é sobre entender como fazer a pesquisa a fim de gerar insights ao processo de criação da experiência do usuário. Mas também é uma forma de inspirar a imaginação e a intuição por meio de uma variedade de técnicas, ferramentas e metodologias para chegar a conclusões e revelar informações valiosas no processo de design.

Porque o processo de Research é importante?

Por melhor que seja a interface ou o produto, se você não entender o usuário tudo pode ir por água abaixo. É aí que entra a etapa de Research e sua grande importância no momento de pensar soluções que resolvam problemas.

Algumas das principais razões para a realização de pesquisa incluem gerar empatia com as pessoas que utilizarão o serviço, mergulhar em um assunto desconhecido entendendo seu contexto e distanciar suposições olhando para o problema com “novos olhos”.

Como fazer Research?

O primeiro passo é ouvir o seu usuário

Ao ouvir o usuário, diversos insights serão gerados assim como um entendimento mais abrangente de seu real problema. Dessa forma, será possível melhorar sua experiência e suprir sua real necessidade.

Exemplo: A marca de produtos de limpeza Swiffer que observou, ouviu e entendeu o seu cliente indo até a sua residência, identificando que a real dor do usuário não era a busca por produtos de limpeza mais forte mas sim, uma forma de limpar o chão que não envolvesse esfregão, balde, água, sabão e no mínimo uma hora de trabalho.

Artigo mais detalhado sobre o exemplo acima : A importância de ouvir e observar os usuários

O segundo passo é escolher o método de pesquisa a ser utilizado:

Nessa etapa, é hora escolher o modelo que melhor se adapta à sua necessidade. Vamos conhecer as duas opções mais comuns :

1° Pesquisa Quantitativa : tem o foco em conseguir uma grande massa de dados e validar a existência desses comportamentos através de números.

Exemplos: avaliação dos dados do Analytics, questionários online e teste A/B, formulários online, questionários fechados e pesquisa demográfica.

2° Pesquisa Qualitativa : dados mais profundos e complexos, trazem o ponto de vista de usuários. O objetivo é obter insights com esses usuários que sejam aplicáveis a todos os outros.

Exemplos: entrevistas, observação, cliente oculto, desk research.

Dica de livro que aborda melhor essa etapa: UX Research: Practical Techniques for Designing Better Product

Analisando os dados

Após a metodologia de pesquisa, vem a etapa de analisar os dados obtidos. Uma forma de realizar essa análise, por exemplo, pode se dar por meio de transcrição de áudios e vídeos para planilhas e, logo em seguida, utilizar algum softwares que analise os resultados gerados; gráficos podem ser confeccionados ou mesmo relatórios, para que assim esses dados possam ser ser apresentados ao time.

Enfim…

Entender o seu público-alvo é algo imprescindível. Começar a utilizar o Research na prática pode gerar os melhores insights para o seu negócio, pois seu foco total está em suprir as dores do seu negócio simplesmente ouvindo o usuário e entendendo a suas necessidades acerca do produto ou serviço.

Para conhecer mais sobre o tema, faça o Bootcamp UX Research com Karla Cruz (UX Researcher e Service Designer na 99/DiDi).

Voltar para blog